sábado, 2 de maio de 2009

Oficina de twitter para uso corporativo acontece nesta 4a. feira




O Mosaico Social já havia divulgado, mas nunca é tarde para lembrar os que deixam as inscrições para a última hora. É nesta 4ª. feira, dia 6 de maio, das 9h às 13h, que a revista Bites realiza, no Centro Britânico Brasileiro, em São Paulo, sua oficina prática de como utilizar corporativamente o serviço de mensagens de até 140 caracteres que está viciando pessoas e empresas no mundo todo.

Para quem ainda não se inscreveu, é bom correr, porque as vagas estão terminando. “Trata-se de uma oportunidade rara para discutir com especialistas da área e de outras companhias o uso do serviço que está revolucionando a forma como as pessoas se comunicam”, explica o responsável pela iniciativa, Manoel Fernandes. O publisher da publicação realiza de tempos em tempos eventos para grupos específicos sobre as ferramentas das mídias sociais. Mas esta é a primeira vez que ele vai falar exclusivamente sobre twitter corporativo.

Além das técnicas do uso da ferramenta que traz o passarinho azul e a baleia como ícones, a oficina permitirá aos participantes criar seus perfis de usuários e conhecer cases de empresas que já piam mundo afora, depois de ouvirem o evangelista da Microsoft, Rene de Paula contar como ele utiliza o twitter em seu dia a dia corporativo.

O horário do evento é das 9h às 13hs e o Centro Britânico Brasileiro fica na Rua Ferreira de Araújo — 741, em Pinheiros — São Paulo. O investimento é de R$ 250. Mais informações via e-mail oficina@bites.com.br ou pelo telefone (11) 3814.5928. Para os twitteiros de plantão, a Bites também tem um perfil no twitter.

Um comentário:

Marcos Dutra disse...

Acredito que qualquer empresa só vá ter sucesso no Twitter se oferecer alguma coisa muito, mas muito interessante ao consumidor. Mídia social é, como o nome diz, interativa ! Ou seja, ao contrário da TV ou cinema, onde o consumidor é passivo, ela precisa atrair o consumidor a se inscrever, e principalmente a permanecer conectado.

Ninguém vai seguir empresa no Twitter porque ela é bonita e cheirosa. Os casos de sucesso são por enquanto coisas como a Amazon, que oferece grandes ofertas por Twitter, e companhias que monitoram grupos de discussão para ajudar em problemas relacionados com os produtos da empresa. Isso é custo, e a empresa precisa estar pronta para investir.

Agora, no Brasil, vão fazer Twitter para colocar um anúncio de R$ 70 mil na Veja dizendo o quanto são moderninhos e não vão dar nada para o consumidor. Quer apostar?
Agora, R$ 250...que facada !