quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Einsten, o #twitter e a estupidez humana ...

que leva à dor e a delícia de cada um ser... o que é

O twitter reflete o lado Dr Jekyll e Mr Hyde de quem não consegue lidar com a autenticidade, a energia, a honestidade e a cara limpa dos outros.


Sempre haverá polêmica. Micro ou macrocosmo? Cada leitor que responda por si mesmo, segundo sua vivência. Sim, este post é uma provocação.

Se integrante de um espaço cibernético infinito, é macrocosmo. Mas, como uma de tantas outras ferramentas e ela mesma uma rede de relacionamento, interação, integração e informação, troca midiática que a difere de tantas outras, micro, certo? Completa... #relatividade!

Dentro ou fora da rede, imagino tal qual literalmente criança, o físico e humanista alemão Albert Einstein (14 de março 1879 – 18 de abril 1955) fazendo das suas e mostrando seu linguão ao usar e abusar de sua teoria para – com gosto - fazer novos experimentos e certamente dar, nele mesmo, #RTs a várias de suas célebres frases que volta e meia pululam na plataforma do pássaro azul. Exemplos não faltam. Eu já postei algumas destas. E você?

“A imaginação é mais importante que o conhecimento.” – tem vezes que é mesmo e... que delícia...
“A tradição é a personalidade dos imbecis.” - só por isso, fica claro que ele amaria as redes sociais, em especial o #twitter
“Os ideais que iluminaram o meu caminho são a bondade, a beleza e a verdade.” –ideal para todo mundo, real ou presencial para a maioria dos piscianos, são estes os ideais de grande parte das pessoas que buscam no #twitter contatos para resolução de problemas sérios, senão de estender a mão para ajudar também.
“Se minha Teoria da Relatividade estiver correta, a Alemanha dirá que sou alemão e a França me declarará um cidadão do mundo. Mas, se não estiver, a França dirá que sou alemão e os alemães dirão que sou judeu.” – No #twitter é a mesma coisa. Para cada grupo de seguidores, você tem uma imagem. Tudo depende do resultado que você é capaz de gerar/entregar a cada um, individual ou coletivamente. Basta um único não e as coisas... #engrossam - literalmente. Qualquer twitteiro com pouco mais de 2 mil seguidores tem, certamente, mais de uma história sobre #troll para contar. Os mais em evidência são mesmo artistas e os queridinhos da #TL. Marcelo Tas não me deixa mentir, como o recente envolvendo a polêmica roqueira Rita Lee com os corintianos e, mais recentemente, o processo eleitoral brasileiro, que evita explicações adicionais.
“A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.” Esta aqui... que fez com que eu escrevesse o post de hoje, é tudo. Brincando com palavras, acredito na força cósmica (a dupla #CosmoseDamiãos), mas sobretudo na interferência dos sinais emanados pelas forças do mal.
“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.” Essa, fecha com chave de ouro o raciocínio da de cima e meu pensamento sobre a certeza do conhecimento de Einstein sobre a natureza humana (como Charlie Chaplin também!) e sobre sua incrível alegria em brincar com o #twitter se vivo estivesse.

Tão bem definida e condensada em um belo filme, pela professora de mídias sociais da Faculdade Estácio de Sá, Graça Taguti, a @uhuh, a ferramenta tem de tudo o que o ser humano pode pôr dentro. É muito pó de pirlimpimpim junto. Um banho de retórica aos seus amantes.



Se para bom entendedor, meia palavra basta, como disse @renedepaula, num breve #mimimi, no qual muito apreendi – quantas entrelinhas cabem em 140 caracteres? Não são poucas – that’s for sure!

Ao refletir o universo presencial, um dos temas do recentíssimo #Twittermix que uniu twitteiros para literalmente discutir as relações que tanto encantam, aproximam, envolvem, viciam e outras ações mais nobres que têm mudado a forma de fazer o mundo, minuto a minuto dentro da ferramenta, o #twitter reflete o ser humano no que ele tem de bom e ruim; instantaneamente. Por isso ele é mais polêmico, visceral, prato cheio para a turma de RH das empresas, além de psicólogos, psiquiatras e outros especialistas das áreas sociais; muito mais que o Linked #In, local em que as pessoas lidam umas com as outras como se num constante evento corporativo, ou no Facebook, rede de viés mais fleumático nas atitudes... apenas para citar algumas.

O twitter reflete o lado Dr Jekyll e Mr Hyde de quem não consegue lidar com a autenticidade, energia, honestidade e cara limpa alheias. E esta frase não é de Albert Einstein. Poderia ser de qualquer um que tenha passado por casos de #troll na rede. E que, geralmente, foram ou são pessoas que:

1) Não têm medo de mostrar a cara nem ser quem são
2) Se expõem tal qual são na vida real
3) Se comunicam com todos, de igual para igual
4) Não têm medo do que dizem, quando e como dizem, ou escrevem, postam, piam...
5) Por fim, não escondem seus olhos por trás de óculos escuros, máscaras, avatares e, se o fizeram, foi depois de perceberem que era preciso proteção.


Guardarei os momentos a seguir com muito carinho, porque muito especiais. Depois deles, merecidas férias me esperam, especialmente depois de ter sido hackeada, trollada e, num golpe final, duramente atingida no que me é mais precioso neste mundo: a saúde de meus dois queridos; filho e companheiro, um atrás do outro. Não pretendo entrar no detalhe do assunto, apenas sua menção é suficiente. Energia negativa, magia negra, bruxaria? Seja que nome for, me fazem ver o lado cheio do copo - de novo - porque na crise sempre - acho uma saída, uma oportunidade para dar a volta por cima! Porque sou Vanyzinha 440V! E isso não é à toa também!



Passado mais um ano de estudos e vivência em mídias sociais, fica uma nova lição. Amigos são os que estão conosco não apenas no virtual ou presencial de curtíssimo prazo. Mas os que te acompanham na alegria e na tristeza, na saúde e na doença; não são nem puxa-sacos nem os sanguessugas de plantão. Que brilhem as verdadeiras estrelas. O céu está cheio delas e a #TL também. #carpeannum

(foto de Albert Einstein: http://mikaacesso.blogspot.com/2010_05_01_archive.html)

5 comentários:

Anônimo disse...

A cada dia que passa percebo entre alegrias e tristezas que as redes sociais são um braço armado com flores e espinhos em tempo real da sociedade presencial em que vivemos. Nela encontramos os mesmos traços, sejam eles doces ou friamente marcados, que a sociedade retratam por todos os lados. Duas questões não me saem da cabeça. A primeira é se tentar mudar o mundo é um sonho ou uma necessidade. A segunda é o quanto as redes sociais são capazes de nos fazer enxergar a pintura distorcida e cinzenta que é a sociedade em que vivemos tela por tela,tecla por tecla. O que vemos na rede é tudo aquilo que cegamos voluntariamente no dia a dia presencial , que calamos, que não nos preocupa porque é ao lado, está longe, afastado. Que a poesia um dia nos salve, que as pessoas se tornem mais humanas, verdadeiramente interativas e menos covardes, que sonhos se tornem cada vez mais realidade e que apareçam no mundo uma multidão de loucos como Einstein. Beijos. Imenso carinho.

@monicacompoesia

Nilce Bravo disse...

Muuuuito tri, e caaiu como uma luva para ilustrar o livro do Einstein que leio em doses homeopáticas. grande abraço

Tatiana Kielberman disse...

Minha querida Vany,

Seus posts são sempre interativos e repletos de conteúdo, adoro!!

Consegui aprender e me divertir ao mesmo tempo! Muito bom!

Beijos pra você! Parabéns por esse iemnso talento!

"De gênio e louco, todo mundo tem um pouco!"

Graça Taguti disse...

Minha querida e especial Vany,

um dos grandes segredos para tentar alquimizar minimamente as, muitas vezes sombrias pegadas da vida - é buscar se metamorfosear em "salamandras" , que passam pelo fogo incolumes;

ou ainda ousarmos, em nossos processos mutacionais, trocar meras letras que mudam totalmento os "sabores do momento" como alternar o "fel" para o "mel".

Eu percebo querida amiga, engatinhantemente e a cada dia, que aquilo que não nos mata nos fortalece... e também, milagre!, nos fertiliza e... floresce! Sim!

Obrigada pela especial homenagem de postar meu vídeo aqui, fiquei muito happy mesmo.

Parabéns pelo artigo, pela transparência em cada pulsional linha, por sua inabalável pureza.

Me orgulho definitivamente de ser HOJE sua amiga.

E espero que um dia palestremos juntas;))))

Grande beijo
Graça (@uhuh)

Diz disse...

Interessante... concordo c vc- aqui as pessoas se revelam- é instantâneo- não pensam p escrever- tive mtas decepções- algumas esperadas- mas mtos encontros raros tb- tenho bons amigos- é aquilo, depende de com quem vc anda aqui... coloquei cadeado, assim fico mais à vontade.
Saúde p seus queridos, não pense mt nas energias negativas(há mt inveja aqui, como aq fora, né?)- sei q existem, acenda uma vela- faça uma prece aos deuses- qualquer um, e bola pra frente.
Boa sorte!
Elianne- a Laura_Diz